Cobertor curto

Sonia Racy

12 de dezembro de 2012 | 01h06

Iniciada sexta-feira em São Luís, a confusão no Confaz continuou ontem em Brasília.

Entre as divergências, uma cobrança: Guido Mantega prometeu, dia 12 de novembro, que haveria aumento de 24% nos repasses dos recursos do Fundo de Participação dos Estados. Um mês depois, nada.

Sem cobertor

Para Pernambuco, por exemplo, segundo o secretário Paulo Câmara, seriam R$ 290 milhões nesta parcela de agora. “A União vai dar só R$ 200 milhões”, reclama.

Pelo que se apurou, a quebra de expectativa colocou 17 estados em situação delicada, sem ter como pagar 13° e promovendo atrasos com fornecedores.

Mantega culpará o IBGE?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.