Coalizão formada por entidades privadas cria painel de monitoramento do Congresso

Sonia Racy

20 de agosto de 2020 | 00h50

A Unidos pelo Brasil – coalizão formada por várias entidades privadas, criada para pressionar União e Legislativo a aprovar projetos de lei visando a recuperação da economia – acaba de abrir amplo painel de monitoramento do Congresso.

São 25 páginas detalhando como andam os PLs, mostrando inclusive seus respectivos impactos sobre a economia brasileira.

Luiz Felipe D’Ávila, dirigente do Centro de Liderança Pública – o centro faz parte da coalizão – destaca que dessa listagem, apenas dois PLs já estão aprovados: o marco do saneamento e a Lei do GSF (risco hidrológico). Na boca do gol, estariam a Lei do Gás e Reforma Tributária. E três PLs foram colocados na geladeira: a reforma administrativa, o novo marco do setor elétrico e a PEC Emergencial.

O CLP trabalha para unificar duas propostas de reforma tributária que tramitam no Congresso. Para tentar evitar criação de novo imposto.

Ao vivo

Já recuperado de uma queda na rua, FHC remarcou live com Marta Suplicy. Dia 26.
Vida real

Com atendimento presencial suspenso pela pandemia, o trabalho dos funcionários do Detran SP e Poupatempo acelerou.

Contabilizam mais de oito milhões de interações pelos seus canais eletrônicos.

Samba do bem  

Elza Soares vai revisitar sucessos do samba em live solidária com Seu Jorge e Agnes Nunes. O show, dia 29, será transmitido nos canais do YouTube de Elza e da Mastercard Brasil. Aliás, a empresa de cartão de crédito planeja doar, por todo Brasil, 5 milhões de refeições até o fim de 2020.

Com vista
 
O Complexo Estaiada, que conta com cinema drive-in, ganha bar ao ar livre. Com área de 1200 metros quadrados, vista para a ponte Estaiada e música ao vivo, a abertura do Varanda Estaiada será dia 29.

Novos tempos

Mudou o perfil do hotel Vila Santa Teresa, no Rio. “Antes, mais de 80% dos hóspedes eram europeus. Hoje são brasileiros, sobretudo do Rio e de São Paulo”, conta Eva Monteiro de Carvalho. Com sete quartos, opera praticamente lotado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: