Cia de teatro BR116 tem peça reprovada na Rouanet e acredita em censura

Cia de teatro BR116 tem peça reprovada na Rouanet e acredita em censura

Sonia Racy

06 de março de 2021 | 00h50

A atriz Bete Coelho, uma das fundadoras da cia BR116. Foto: André Sieti

O grupo de teatro cia BR116 teve seu projeto da peça Santo Inquérito reprovado na Lei de Incentivo à Cultura, antiga Lei Rouanet.

A companhia, que já tem mais de dez anos de atuação e é comandada por Bete Coelho e Ricardo Bittencourt, acredita que se trata de censura.

O texto do espetáculo – escrito por Dias Gomes na década de 1960 – gira em torno da prisão e execução de Branca Dias pelo Tribunal do Santo Ofício e é, alegoricamente, uma denúncia por parte do autor contra a repressão no Brasil após o golpe militar, em 1964.

Cris Olivieri, advogada da Cia., explica que “o projeto foi arquivado ainda na fase de admissibilidade, fase essa que exclusivamente checa se a companhia tem currículo, se os documentos estão ok e se existe valor artístico. E isso tudo, apresentamos”.

Após o veto, o grupo recorreu da decisão, mas teve o parecer de arquivamento confirmado. Vale registrar que nunca antes na sua história a companhia teve espetáculo arquivado pela Secretaria Especial de Cultura, responsável pelas decisões sobre quem entra na Lei Rouanet.

No mês passado, o Instituto Vladimir Herzog teve, também pela primeira vez, seu projeto de plano anual de manutenção via Lei Rouanet vetado. Procurada, a pasta não respondeu aos questionamentos da coluna.

O petróleo…

Integrantes do mercado financeiro sugerem: se Bolsonaro quer mandar sozinho na Petrobras, poderia montar um plano para comprar as ações dos acionistas minoritários.

 …é nosso 

Fonte desta coluna fez contas e chegou à conclusão – considerando o atual valor patrimonial da estatal – que esse movimento custaria… R$ 195 bilhões.

 Dia delas

Marta Suplicy pilota webinário “#InspireMulheres: Experiências Femininas que Transformam o Mundo” direcionado às professoras da rede pública municipal sobre o racismo dentro das escolas.

O debate terá como convidadas Rosiska Darcy de Oliveira, escritora e feminista, e Mafoane Odara, psicóloga e ativista, nesta terça-feira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.