Choradeira

Sonia Racy

01 de outubro de 2014 | 01h08

O tesoureiro de Dilma nega que a presidente tenha mandado segurar os gastos com o intuito de fazer uma “poupança” para o segundo turno. “Pelo contrário, a campanha nunca deixou de enviar recursos para os Estados. Enviamos na semana passada e já fizemos o mesmo nesta”, declarou Edinho Silva.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: