Choque

Sonia Racy

15 de agosto de 2014 | 01h05

Abalado com a morte do político, o cineasta Fernando Meirelles declarou que “raras vezes o chavão ‘deixar uma lacuna’ poderia ser tão bem aplicado”. E acrescentou: “O Eduardo era a chance que tínhamos para aposentar as velhas raposas e os velhos procedimentos e nos renovar como país. Ele tinha um entusiasmo e uma alegria que nos fariam muito bem”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.