China anuncia que vai investir US$ 4 bi na a Confederação Asiática de Futebol

Sonia Racy

12 Junho 2018 | 00h45

Depois de ter sido ameaçada, ano passado, pela Confederação Asiática de Futebol, ante a inadimplência de 13 dos seus 16 times, a China resolveu inverter o jogo. Anunciou ontem, na Rússia, segundo fonte da coluna in loco, que vai investir US$ 4 bilhões na confederação, a serem gastos em dez anos.

Atualmente jogam no futebol chinês 23 brasileiros, entre eles Renato Augusto, Ralf, Fernandinho, Pato e Diego Tardelli.

Leia mais notas da coluna:

Economista vê o País ‘no limite da capacidade de se endividar’

Garantia de indulto seria razão do apoio de Temer a candidaturas de aliados

 

Levando a tiracolo o Prêmio Nobel de Literatura Wole Soyinka, o poeta e rei dos iorubás, Óoni Adéyeye Enitan, será solenemente recebido hoje na Academia Brasileira de Letras, no Rio.

Personalidade importante da Nigéria, Adéyeye vai criar na Bahia a Casa dos Iorubás.

Leia mais notas da coluna:

Economista vê o País ‘no limite da capacidade de se endividar’

Garantia de indulto seria razão do apoio de Temer a candidaturas de aliados