Céu sem brigadeiro

Redação

18 de dezembro de 2008 | 06h00

Operadores de aviação geral (executiva), assim como as empresas de táxi aéreo, estão em alerta diante da novela da redistribuição dos slots (autorização para voar). Temem que as novas regras do Santos Dumont, que saem amanhã, e dos outros aeroportos, excluam o setor, que já tem poucas janelas para operar.

E que a aviação regular engula slots da executiva.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: