Céu azul

Sonia Racy

12 de agosto de 2016 | 00h16

Não foi por acaso que o Senado aprovou ontem, rapidamente, a ratificação do Acordo Climático de Paris. Sarney Filho, que já havia mantido contatos na Câmara, falou também com Renan. E o texto passou, intacto, em votação simbólica.

Temer, uma vez confirmado no cargo, terá algo de peso para mostrar à ONU, na Assembleia-Geral, dia 21 de setembro, em Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:

ONURenanSarney FilhoTemer

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: