Cena urbana

Sonia Racy

10 de outubro de 2014 | 01h01

Flagra na Rua Teodoro Sampaio, ontem, gerou revolta. Enquanto, a portas fechadas, mulher lavava o chão de loja de móveis, transeunte tomou uma atitude. Bateu na porta e gritou: “Você não sabe que está faltando água e é hora de evitar o desperdício?”.

Foi solenemente ignorado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: