Celso de Mello quer ir a Brasília se despedir do STF

Sonia Racy

25 de outubro de 2020 | 00h50

CÁRMEN LÚCIA, CELSO E CELSO DE MELLO

Celso de Mello e Carmen Lúcia. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Celso de Mello deve fazer logo o trajeto SP-Brasília para se despedir pessoalmente de seus colaboradores que serão realocados para outros gabinetes da Corte.

Mas de carro. O ex-ministro do STF não pega avião porque teme à covid-19.

Vitrine

Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, advogado envolvido em casos de repercussão nacional, promove almoço e encontros para apresentar Guilherme Boulos, candidato do PSOL à prefeitura, para advogados de peso em SP.

Dor de cabeça?

A roda-gigante de 90 metros de altura que deve ser instalada ao lado do Parque Villa-Lobos até o final de 2021 está dando o que falar. Moradores reclamam que o projeto não foi discutido com a vizinhança que teme engarrafamento na região.

Antes o local cogitado para receber a roda era o Parque do Ibirapuera.

Descaso

Advogados previdenciários afirmam que os peritos do INSS, após o suposto encerramento da greve, iniciaram operação tartaruga paralisando as perícias.

Segurados têm encontrado as portas de postos de saúde fechadas de maneira sistemática, em SP.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.