Celso Amorim deu início ao que virou manifesto pró-Lula

Celso Amorim deu início ao que virou manifesto pró-Lula

Sonia Racy

07 Janeiro 2018 | 01h20

CELSO AMORIM

CELSO AMORIM. FOTO: EVARISTO SÁ/AFP

Julgamento de Lula à parte, foi o ex-chanceler Celso Amorim quem deu início ao que, depois, virou um manifesto pela defesa da candidatura do petista ao Planalto “pelo direito dos cidadãos de votar nele em 2018”.

Mobilizando contatos até no exterior, o ex-ministro de Lula conseguiu apoios como os de Noam Chomsky e Costa Gavras. E, anteontem, do ex-presidente uruguaio José Mujica.

Leia mais notas na coluna:

Força Nacional atua em Porto Alegre desde 2016

Osesp já vendeu 67 mil ingressos da nova temporada