Causa própria

Redação

13 Fevereiro 2010 | 06h00

Nizan Guanaes se saiu bem como advogado. Foi pessoalmente defender, em reunião do Conar, o seu anúncio para a Brahma que identifica os consumidores como guerreiros.

A denúncia acabou arquivada, por 10 votos a 7.