Caso Qualicorp oferece muitas reflexões

Sonia Racy

05 Outubro 2018 | 00h55

JOSE SERIPIERI JUNIOR, PRESIDENTE DA QUALICORP. FOTO: JONNE RORIZ/ESTADÃO

JOSE SERIPIERI JUNIOR, PRESIDENTE DA QUALICORP. FOTO: JONNE RORIZ/ESTADÃO

Independentemente de como acabe, o caso Qualicorp oferece muitas reflexões do ponto de vista do mercado de ações brasileiro – que, pelo que se apurou, permite operações anunciadas pela seguradora de saúde.

A coluna recebeu ontem vários e-mails, resultado de explicação, publicada aqui, sobre as razões que levaram a empresa a aprovar pagamento, à vista, de R$ 150 milhões para José Seripieri Junior – em troca de assinatura, em contrato, de “não competição” mais sua permanência na empresa por no mínimo seis anos.

Parte dos emails ataca seu presidente e principal acionista moralmente. E não se esquecem de fazer o mesmo com a atuação do conselho da Qualicorp – que aprovou a proposta por unanimidade.

Leia mais notas da coluna:
Bolsonaro bate Haddad na capital e no interior paulista
Itamaraty remapeia votação e manda ao exterior 680 urnas eletrônica

Mais conteúdo sobre:

Qualicorp