Carolina Dieckmann conta sua volta ao Rio depois de dois anos sabáticos em Miami

Carolina Dieckmann conta sua volta ao Rio depois de dois anos sabáticos em Miami

Sonia Racy

16 de agosto de 2018 | 00h30

Foto: Jacques Dequeker

Carolina Dieckmann está de volta ao Brasil depois de dois anos sabáticos em Miami, onde aproveitou para estudar inglês, pintura em aquarela e até neurociência. “Vivi coisas que no Brasil não conseguia por estar sempre trabalhando.” A atriz já está escalada para a próxima novela das 21h da Globo, O Sétimo Guardião, que estreia em novembro. Ela conversou por telefone com a coluna enquanto fotografava para a Ateen.

Como foi esse período sabático em Miami?
Muito especial. Trabalho desde muito nova, de quando ainda tinha, sei lá, 13 anos, e assim não pude fazer várias coisas que as amigas fizeram, como uma faculdade ou um intercâmbio. Estava o tempo inteiro trabalhando. Casei muito nova, tive filho, sempre trabalhando, aí casei de novo e tive mais um filho, trabalhando… Enfim, passei muito tempo da minha vida ocupada, aprendendo pra caramba e vivendo experiências incríveis – mas não tive essa coisa do tipo “escolher algo e me dedicar”. O que, finalmente, pude fazer nesse tempo em Miami. E ser dona de casa também, ficar com minha família.

Aproveitou para fazer algum curso nesse tempo?
Aproveitei! Fazia cinco horas de inglês por dia, fiz curso de neurociência – que sempre tive vontade de fazer –, daí a outra semana fazia Física Quântica e aquarela. Me matriculei num curso em que eu podia escolher o assunto, então tudo que me interessava eu podia falar a respeito, em inglês, o que me fez ter muito mais interesse nessa língua.

Nesse tempo em que ficou fora não pensou em construir uma carreira internacional ou apareceu alguma oportunidade?
Apareceu, mas eu tinha duas questões. Uma era o meu contrato com a Globo, que está vigente. Assim, uma das coisas que apareceu não pude fazer por uma questão contratual. A outra era meu nível de inglês. Eu não queria arriscar minha profissão em um idioma que não dominava 100%.

Hoje você domina o inglês?
Tenho muita dificuldade, pra mim foi um trabalho diário muito intenso. Já fiz um filme em espanhol, não sei falar espanhol e consegui fazer o filme inteiro. Já o inglês é língua que, pra mim, é difícil. Uma palavra é usada para muitas coisas, não tem tantas especificações quanto tem no português, então, pra sair do português, que é uma língua super-rica, e ir pro inglês… me dá um nó.

E agora está voltando a morar no Rio para gravar uma novela. Como está essa volta?
Ainda não estou muito por dentro da novela porque estou organizando as coisas pra minha volta. Mas o nome é O Sétimo Guardião, que será a próxima novela das 9, do Aguinaldo Silva. O diretor é o Papinha, o Rogério Gomes. E minha personagem se chama Afrodite. /SOFIA PATSCH

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: