Carnaval de SP terá primeira trans como rainha oficial da bateria de escola

Carnaval de SP terá primeira trans como rainha oficial da bateria de escola

Direto da Fonte

03 de agosto de 2022 | 00h30

Camila Prins. Foto: Alex Pires

Pela primeira vez no Carnaval de SP, a modelo Camila Prins será coroada rainha de bateria e reinará sozinha na Colorado do Brás. Recém-chegada de Lausanne, na Suíça, onde vive com o marido, ela se prepara para estar à frente da bateria da agremiação nos desfiles de 2023. No último carnaval, Camila foi rainha LGBTQIA+ ao lado da rainha Maisa Magalhães e da princesa Yasmin Lourenço.

“Após 22 anos dedicados ao carnaval, conquistei o posto de rainha oficial. Sou a primeira rainha trans de SP e esse é um marco histórico. Estou quebrando tabus, representando meus pares e abrindo oportunidades para outras meninas que, como eu, sonham em estar em lugares que um dia nos foram negados”, disse a artista. A coroação será no domingo, na quadra da escola.

“Se hoje o Brasil é um dos países que mais mata homossexuais, imagine quando comecei. Mas eu não desisti e conquistei o respeito da comunidade do samba”, falou.

Educação inclusiva une Brasil e Arábia Saudita

A empresária Carolina Andraus lidera um projeto de educação entre Brasil e Arábia Saudita. No dia 11 desembarca em SP um grupo de especialistas acompanhado por professores de escolas públicas do país saudita para uma imersão em projetos de educação. “Nossa intenção é tornar essa experiência uma referência em educação inclusiva”, disse Carolina.

Série sobre feminicídio chega ao streaming

A roteirista, atriz, dramaturga e diretora Michelle Ferreira, 40 anos, assina o roteiro da nova série da Star+, Não Foi Minha Culpa, ao lado de Juliana Rosenthal. A produção narra histórias de vítimas de feminicídios e violência contra mulheres de diferentes idades e classes sociais e entra no ar no próximo sábado. A direção é da Susanna Lira.

BLOCO DE NOTAS

LIBERDADE. Todos os onze atuais ministros do Supremo Tribunal Federal são coautores do livro Liberdades, que será lançado hoje pelo Instituto Justiça & Cidadania, às 18h, no Salão Branco do STF, em Brasília. Na obra, cada magistrado trata de um aspecto da liberdade, sob o prisma da Constituição de 1988.

CONCERTO. O pianista francês com duas indicações ao Grammy, Jean-Yves Thibaudet, fará hoje um concerto na Sala São Paulo. A renda do espetáculo será 100% revertida para o tratamento de crianças e adolescentes carentes com câncer assistidos pelo Hospital Santa Marcelina. Amanhã, Thibaudet fará uma apresentação para os pacientes em tratamento no ambulatório de oncologia pediátrica do hospital.

PATROCÍNIO. A Sertrading, empresa de comércio exterior, assinou contrato de patrocínio da seleção brasileira de Vela, que tem como capitão Robert Scheidt. O investimento é de cerca de R$ 1 milhão.

PAZ. Mais de 5 mil pessoas são esperadas na edição de Amparo, no interior de SP, da caminhada do movimento Você e a Paz, no domingo.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.