Cara nova

Cara nova

Redação

07 de fevereiro de 2009 | 06h00

Luciana Maas

Foto: Janete Longo/AE

A paixão dela pelas artes começou aos 10 anos, em uma visita ao museu de Francisco Brennand, em Recife. Dali para a frente não parou mais. Aos 12, já era frequentadora do ateliê de Osmar Pinheiro, seu “eterno mestre”. Hoje, aos 24, a artista-prodígio juntou suas horas “de muito trabalho e prazer” na exposição individual Memória e Imaginação, que abre segunda-feira, no Espaço Cultural Citi.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.