Cara e…

Sonia Racy

27 Setembro 2013 | 01h10

Grupo de investidores da Eletrobrás cobra de Dilma o que ela disse em Nova York, anteontem, quando assegurou: o que é assinado por autoridade brasileira é questão de Estado e não de governo. Portanto, tem de ser cumprido.

Acusado um, dois, três? Márcio Zimmermann.

…coroa

Em abril de 2012, Zimmermann, presidente do conselho da Eletrobrás, assinou o balanço da empresa garantindo que as concessões a vencer pertencentes à estatal valiam R$ 30 bilhões.

Seis meses depois, com sua outra caneta – a de secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia –, assinou MP atestando valerem… metade.