Cansativo

Redação

20 de janeiro de 2009 | 06h00

Vai governo, entra governo e a tática dos “amigos” do BC não muda. Mais uma vez, a saída de Henrique Meirelles é dada como iminente em época pré-Copom.

Que Meirelles sai em 2010, para cumprir agenda política, já se sabe. O resto é pressão desnecessária ante a volatilidade internacional.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.