Cano furado?

Sonia Racy

28 Janeiro 2015 | 01h11

O fato de o preço das ações da Petrobrás ter revertido queda sofrida a partir da abertura da Bolsa, na manhã de ontem, provocou desconfiança no mercado – já que não havia motivo para mudança de humor em relação à estatal.

Foi a expectativa do anúncio do balanço financeiro referente ao terceiro trimestre de 2014 que fez com que o pregão da BM&F Bovespa abrisse já com as ações da petrolífera em queda, chegando a -3,8% às 15h. Afinal, a estimativa era de que as perdas com o esquema de corrupção, a serem divulgadas, atingiria US$ 20 bilhões.

De repente, os papéis começaram a reagir, fechando com alta de 2,6% às 17h. Isto é, em duas horas, a ação da estatal subiu… 6,8%.