Caminhos do Estado forte

Redação

27 Fevereiro 2010 | 06h00

O mercado financeiro anda, assim, algo espantado com a atuação do BB – que está pisando no mercado e incomodando até outro banco estatal, a CEF.

Exemplo? O banco conseguiu comprar, nos últimos tempos, mais de 50 “exclusividades” de crédito consignado em prefeituras e Estados, pelos quais pagou fortunas. Os privados não conseguem acompanhar os preços da disputa.

Só na prefeitura de SP, o BB gastou R$ 726 milhões. E, para ter a do governo de Minas, está oferecendo algo em torno de R$ 1,3 bilhões.