Calhambeque

Redação

02 de janeiro de 2009 | 08h38

Caetano Veloso quase perdeu a sintaxe no dia 31 à noite, ao sair do Pestana de Salvador, onde recebia amigos, e não achar seu carro.

“Caramba, eu sou Caetano, vocês têm que achar!”, afirmava. Uma jovem se aproximou e ele perguntou: “Você é do hotel?” Como era uma repórter, avisou: “Não, eu só falo com o gerente do hotel…” O carro estava na garagem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.