Calculadora

Sonia Racy

22 de abril de 2014 | 01h08

Embora exista o risco de o PT paulista não repetir o bom desempenho de 2010 nas eleições para a Câmara, o que de fato preocupa o partido na disputa deste ano é a possível ausência do chamado “efeito Tiririca” na chapa.

Há quatro anos, o PR conseguiu eleger o palhaço com 1,3 milhão de votos – o que lhe permitiu levar consigo outros três candidatos, entre eles o petista Vanderlei Siraque.

Calculadora 2

Além de não ter certeza de que contará com o PR na aliança de Dilma, a direção do PT admite que, mesmo se fechar apoio à reeleição da presidente, o partido de Tiririca pode optar por não se coligar na eleição para a Câmara. Os petistas também não creem que o deputado repita a votação de 2010.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.