Cabo de guerra

Sonia Racy

16 Junho 2011 | 16h36

Vem se somar aos percalços que enfrenta o Corinthians na construção do seu estádio, uma exigência da Odebrecht. A empreiteira só assinará contrato definitivo se a obra for contratada em sistema de administração com preço em aberto. Em outras palavras, funciona assim: a cada etapa, avalia-se o custo e define-se preços.
O alvinegro reluta em concordar com a proposta. E ameaça contratar outra construtora, a Serpal, ligada ao Grupo Advento.
O fato é que o time tem até dia 26 para se decidir. Data em que Fifa define a abertura da Copa de 2014.