Cabo de Guerra

Sonia Racy

09 de outubro de 2010 | 23h07

Rebuliço na Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Um grupo de alunos e professores organizaram, na manhã de sexta-feira, o Ato por Dilma Presidente. Propaganda eleitoral, segundo a Constituição, é proibida em prédios públicos. O Centro Acadêmico XI de Agosto e o diretor da escola, Antonio Magalhães Gomes Filho, esclarecem que não apoiaram o encontro.

Por outro lado, notórios professores da casa, que fomentaram o ato, dizem que, por não haver a presença de políticos, estariam apenas exercendo seu direito de cátedra.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: