Business as usual

Sonia Racy

25 de setembro de 2012 | 01h07

De seu último encontro oficial em Londres, sexta-feira, Guido Mantega trouxe boas notícias. Seu colega George Osborne, ministro das finanças, informou o desejo explícito das empresas inglesas de participar dos projetos do pré-sal.

Ouviu de Mantega que os investimentos são, sim, bem-vindos e que seria muito interessante se as empresas entrassem, também, no setor de serviços. Motivo? Criar maior concorrência por aqui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.