Business

Sonia Racy

25 de setembro de 2010 | 23h03

Michelle falou, entre outros assuntos, sobre a importância de integrar os veteranos de guerra ao mercado de trabalho. E fez um apelo: “Não o façam pelo coração e, sim, por um melhor futuro de suas empresas”. E lembrou que trabalhar e fazer uma carreira não é só uma questão de sobrevivência. E, sim, de fazer a diferença.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.