Brasil negocia encontro de Temer com Trump nos EUA

Sonia Racy

31 de julho de 2017 | 17h21

Sérgio Amaral espera apenas que se confirme a ida de Temer à Assembleia-Geral da ONU, em setembro, para viabilizar um encontro dele com Donald Trump. A informação partiu do próprio embaixador — que veio ao Brasil, esteve no sábado com o chanceler Aloysio Nunes e participou na manhã desta segunda-feira de café da manhã com empresários na AmCham.

Entre os temas da atual agenda Brasil-EUA, Amaral mencionou também uma possível “parceria para lançamento de satélites na Base de Alcântara”. E antecipou uma ideia de reuniões trimestrais entre os dois países, para se acompanhar as negociações em andamento entre as duas diplomacias.

Do evento da Câmara americana, na zona Sul de SP, participaram, entre outras, lideranças da Standard & Poors, JP Morgan, Intel, AES, IBM, Monsanto e Mangels, além do conselheiro comercial americano Rick Ortiz.

Tendências: