Brasil já tem programas de redução de gás metano ativos, segundo ministério do Meio Ambiente

Sonia Racy

04 de novembro de 2021 | 00h50

O novo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Pereira Leite, em 2019 durante audiência pública no Senado Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado (15/10/2019)

O novo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Pereira Leite, em 2019 durante audiência pública no Senado Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado (15/10/2019)

O Brasil – o País aderiu anteontem ao compromisso mundial de redução do gás metano – já tem alguns programas vigentes neste sentido. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, o Plano ABC+ tem meta de redução de emissão de gases de efeito estufa – dentre eles o metano – de 1,1 bilhão de toneladas no setor agropecuário até 2030.  

E dentro do plano de política de Resíduos Sólidos, lançado em 2019, funciona o Programa Nacional Lixão Zero, “que representou avanços importantes no encerramento de cerca de 20% dos lixões no País”. 

 O programa, segundo o ministério, também foi responsável por avanços regulatórios na conversão de lixo em energia, abrindo “o caminho para a inclusão da modalidade de recuperação energética de resíduos sólidos urbanos”.   

Pra que simplificar

A melhor estratégia de cadastramento no aplicativo deve impactar o resultado das prévias tucanas. Entre os 10,5 mil filiados que se cadastraram na plataforma até ontem, 60% são de São Paulo, segundo o PSDB nacional. Em tese, isto mostra que a equipe de Doria está se organizando melhor para a votação do dia 21. 

 Parabéns

Nesta semana de aniversário daquele que pode ser o novo santo brasileiro, estreia o filme Frei Damião – o Santo do Nordeste, hoje. O longa será finalmente exibido no Circuito Spcine: Biblioteca Roberto Santos. O frade italiano Frei Damião de Bozzano, radicado brasileiro, e falecido aos 98 anos, está em processo de beatificação.

Tela eco

Tadeu Jungle lança nesta semana o seu documentário Fazedores de Floresta, filmado em Realidade Virtual durante a COP-26, em Glasgow. Feito em parceria com o Instituto Socioambiental, o filme mostra novas formas de reflorestamento comunitário na Amazônia. O curta de nove minutos apresenta a união entre povos indígenas, comunidades tradicionais, ambientalistas e produtores rurais por objetivo comum: plantar as florestas do futuro.

De passagem

Comemorando o aniversário de 20 anos do grupo Montagem, a peça Apátridas estreia amanhã, com direção de Lenerson Polonini. Atuam Carina Casuscelli, Jacqueline Durans e os angolanos Miguel Kalahary e Isidro Sanene – O espetáculo mergulha na psiquê dos personagens Kassandra, Hécuba, Prometeu e Hércules. No teatro Arthur Azevedo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.