Brasil e outros cinco países vão suspender participação na Unasul

Sonia Racy

19 Abril 2018 | 16h52

Os chanceleres de seis países da União de Nações Sul-Americanas, incluindo o Brasil, devem oficializar, entre hoje e amanhã, a suspensão da participação nas atividades do grupo, segundo apurou a coluna.

A ação é uma resposta à atual crise da entidade, que está sem secretário-geral há mais de um ano e, há tempos, dividida entre países bolivarianos e seus críticos.

O ex-presidente colombiano Ernesto Samper foi o último a ocupar o cargo, que está vago desde 31 de janeiro de 2017.

Leia mais notas da coluna:

Presidente da Eletrobrás explica como manter a estatal no governo

Nova empresa, receita para o São Paulo obter recursos