Brasil, acredito

Sonia Racy

08 de agosto de 2013 | 01h04

Fernando Fernandez, da Unilever, já começou a sentir sinais de arrefecimento do consumo. “Mas nada ainda que se possa traduzir como tendência.”

O enfraquecimento da demanda, entretanto, não fez a multinacional reprogramar investimentos. Só para publicidade, a empresa separou cerca de R$ 2,5 bilhões para 2013.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: