Bradesco, Itaú e Santander doam R$ 50 milhões para compra de máscaras

Sonia Racy

02 de abril de 2020 | 08h00

Os três maiores bancos privados do País, Bradesco, Itaú e Santander, se unem mais uma vez para ajudar no combate ao novo coronavírus. Depois da compra de 5 milhões de kits anunciada oficialmente semana passada, as instituições estão agora destinando R$ 50 milhões para a compra de máscaras de proteção que serão doadas às secretarias de saúde de diversos estados e também para comunidades vulneráveis.

As máscaras serão de tecido, com três camadas, indicadas para todas as pessoas que não são profissionais de saúde. Estima-se que serão confeccionadas 15 milhões de máscaras .

Essa ação vai de encontro à fala, na quarta-feira á noite, do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que traçou um cenário de extrema
dificuldade para aquisição de insumos básicos de proteção contra o novo coronavírus. E recomendou à população que pare de comprar máscaras descartáveis e faça a sua própria peça de proteção…com pano e elástico.

Tudo o que sabemos sobre:

coronavírus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: