Bombas da crise hídrica de SP vão ajudar a Paraíba

Sonia Racy

24 Dezembro 2016 | 01h50

Alckmin vai emprestar para as cidades da Paraíba, por meio do ministério de Helder Barbalho, quatro conjuntos de bombas. Isso mesmo, bombas utilizadas na crise hídrica que castigou São Paulo no biênio 2014/15.

Para tanto, o governador e o ministro da Integração Nacional assinam segunda-feira no Bandeirantes, o termo de empréstimo.

Crise hídrica 2

Essas bombas vão encurtar em até 25 dias a chegada da água nas cidades. E para transportar esses equipamentos foi montada uma operação de guerra: serão necessárias 25 carretas, que vão passar o Natal e o Réveillon na estrada, percorrendo cerca de 2,5 mil quilômetros.