Bom de briga

Sonia Racy

17 de dezembro de 2010 | 23h08

Marco Antônio Castello Branco, da Sociedade Amigos do Itaim Bibi, encomendou pesquisa de adensamento do bairro. Quer provar a Kassab que a provável venda de área de 20 mil m², no centro do bairro, causaria impacto profundo na região.

Construtoras almejam comprar a área, dando como contrapartida creches na periferia. “O tráfego de carros e de gente, hoje, no Itaim já é insustentável”, justifica.

Se preciso, Castello Branco repetirá o que fez na sua briga de 11 anos pela criação do Parque do Povo: impetrou 12 ações no Ministério Público.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: