Bolsonaro vai a TSE contra post de Haddad

Sonia Racy

16 Outubro 2018 | 01h00

JAIR BOLSONARO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

JAIR BOLSONARO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Advogados de Bolsonaro foram ontem à Justiça Eleitoral queixar-se de Haddad por ter divulgado notícia falsa – a de que ele teria votado, em 2015, contra o Estatuto da Pessoa com Deficiência.

A equipe do petista, ciente do equívoco, já havia retirado a postagem do Twitter. Mas para o PSL não bastou. O partido quer… direito de resposta na página do rival.

Foi o que se pediu ao TSE. Segundo Karina Kufa, advogada eleitoral de Bolsonaro, é o primeiro pedido de resposta em uma página de candidato presidencial desde o início da campanha.

Leia mais notas na coluna:
‘Uma boa ficção precisa de responsabilidade’, diz roteirista de ‘Assédio’
Estatais gastaram 43% do previsto para 1º semestre de 2018