Bolsonaro e Marcos Pontes questionam ‘o timing dos números’ do Inpe

Sonia Racy

24 de julho de 2019 | 00h55

RICARDO GALVÃO, DIRETOR DO INPE. FOTO: DIVULGAÇÃO/INPE

RICARDO GALVÃO, DIRETOR DO INPE. FOTO: DIVULGAÇÃO/INPE

Não é nóis…

Apesar das declarações contundentes de Bolsonaro e do ministro Marcos Pontes, o foco de desconfiança do governo, pelo que se apurou ontem no Planalto, não é o trabalho do Inpe, mas o timing para se divulgar os dados captados pelo Deter – que continua sendo questionado, ainda que o diretor do instituto, Ricardo Galvão, afirme que isso não está entre suas tarefas.

Bolsonaro conta agora com uma melhora no resultado do Prodes – régua utilizada para saber o desmatamento anual do Brasil. Os números fecham em agosto e serão divulgados em dezembro.

Quem vem

A intenção de Bolsonaro é estar em São Paulo no sábado. Para assistir ao jogo Palmeiras e Vasco, selando a volta do Verdão ao Allianz Parque depois de quatro partidas seguidas como visitante.

Quem vem 2

Wilbur Ross, visto como o “Paulo Guedes de Trump”, vem a SP a convite da AmCham Brasil. O secretário do Comércio chega terça-feira para a festa de 100 anos da entidade — e sua agenda inclui passagem por Brasília e encontros com o governo brasileiro.

Na festa em SP, ele se encontra com boa parte dos cerca de 5 mil empresários filiados à AmCham — que aproveitará o evento para divulgar o documento Brasil-EUA: 10 Propostas para uma Parceria Mais Ambiciosa.

Quem relata

Também caiu com o Ricardo Lewandowski, no STF, o pedido do PT para que se mande investigar Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon, da Lava Jato – como antecipou ontem o blog da coluna. O ministro já recebeu este mês outra demanda petista – para se investigar Sérgio Moro.

Lewandowski assume os processos em agosto. Na 2.ª Turma do STF, ele costuma votar contra a operação.

Previsão

Inicialmente previsto para outubro, o livro de Antonio Palocci sobre o PT pode ficar para novembro ou até para 2020, segundo Cassiano Elek Machado, chefe da parte editorial na Planeta.

Missão delicada

Enquanto o PSG avisa que Neymar viajou com a equipe para dois amistosos na China, em Paris circula que seu presidente, o ricaço Nasser Al-Khelaifi, repassou a Leonardo a missão de “fazer respeitada a instituição”.

Mas o ex-lateral brasileiro, que administra o futebol do PSG, tem de juntar essa tarefa a outra – impedir que seja dilapidada a imagem do jogador enquanto ativo financeiro…

Sintonia

Pedro Parente assumirá cargo que hoje é de Fábio Barbosa. Mais precisamente, a batuta da presidência do conselho da Fundação Osesp.

Lua nova

Pela primeira vez desde o início deste governo, o Ministério da Cidadania disseca 84 projetos que buscam apoio da Lei de Incentivo à Cultura – outrora, Lei Rouanet. Os escolhidos serão anunciados amanhã.

Coisa de família

Ava Rocha não gostou do “uso político” na inauguração, ontem, do aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista. Para ela, o que é preciso é que as pessoas… assistam aos filmes criados e dirigidos por seu pai.

Leia mais notas da coluna:
+ Governo não deve mexer no FGTS agora, avalia Pastore
+ ‘Quem faz teatro no Brasil é um sobrevivente’, diz Jorge Takla

Tendências: