Boi em pé

Sonia Racy

31 de maio de 2012 | 01h10

No lugar de fazer um tradicional roadshow para apresentar a Delta a investidores, Joesley Batista, da J&F, optou por percorrer os meios de comunicação para “vender” a empresa.

Na condição de novo gerente da empreiteira, o goiano atrela o futuro da Delta ao fato de ficar claro – ou não – que, por trás da empresa de Fernando Cavendish, existe, sim, uma construtora. Construtora esta que tem obras contratadas em andamento, fornecedores regulares, créditos a receber e mais de 30 mil funcionários.

Boi em pé 2

Por causa do escândalo Cachoeira, muitos governos estão com medo de pagar obras já realizadas pela Delta, diminuindo a liquidez da empresa. E os fornecedores, impactados com a CPMI, teimam em receber à vista. “A Delta, independentemente dos problemas políticos, é técnica e profissional”, ressalta Batista.

Reverter o processo negativo exigirá árdua peregrinação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.