Boca fora…

Sonia Racy

09 de agosto de 2014 | 01h11

Sete das nove principais vigilâncias sanitárias do País não possuem, em seus sites, canais para que o consumidor faça denúncias referentes a alimentos. A constatação é do Idec.

Dos órgãos analisados – cinco estaduais (SP, Rio, Bahia, Rio Grande do Sul e DF) e quatro municipais (SP, Rio, Salvador e Porto Alegre) –, o serviço só existe nas vigilâncias municipais de SP e Porto Alegre. E, nesta última, é possível apenas notificar surtos.

…do trombone
O resultado do levantamento será encaminhado ao Ministério Público. “Seria preciso ter canais que estimulassem mais as pessoas a denunciar. Elas acabam recorrendo a outras alternativas”, diz Ana Paula Bortoletto, nutricionista do Idec.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.