Black hole?

Redação

29 de maio de 2009 | 08h04

Uma das asas do King Air pertencente a Roger Wright resvalou em uma árvore antes da pista, ao se preparar para descer no aeroporto do condomínio Terravista, em Trancoso, na sexta à noite – e teria sido essa a causa do acidente.

Reclamações sobre a altura das árvores, fora dos padrões de segurança, já faziam parte de um relatório de 2006, feito por uma empresa de táxi aéreo e entregue ao Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes, da Aeronáutica), obtido por esta coluna. Que recomenda pousos somente em noites com lua cheia.

O relatório fala ainda do fenômeno chamado de “black hole”, ocasionado por formato de pista em que “nas aproximações noturnas e com baixa visibilidade, o piloto pode prever que está mais alto do que realmente está”.

Veja também:
mais imagensNelson Leirner leva exposição para o Itaú Cultural

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.