Delegada investiga professor acusado de caluniar reitor que se matou

Delegada investiga professor acusado de caluniar reitor que se matou

Sonia Racy

28 Julho 2018 | 00h50

ERIKA MARENA

ERIKA MARENA. FOTO: RODOLFO BUHRER/REUTERS

Além de pedir e conseguir que o professor Áureo Moraes, colega do reitor Luiz Carlos Cancellier – que se matou –, seja investigado pela PF por calúnia, a delegada Erika Marena sugere que o caso seja levado à AGU.

Para que se constate se o professor cometeu improbidade, passível de exoneração.

O que fez o professor? Apareceu em vídeo lamentando o suicídio de Cancellier.

Leia mais notas da coluna:

Janaina quer discutir ‘plano’ de Bolsonaro para o STF

As razões para Josué rejeitar ser vice de Alckmin