Bebianno ainda consta como advogado de Bolsonaro em ação

Bebianno ainda consta como advogado de Bolsonaro em ação

Sonia Racy

20 de fevereiro de 2019 | 01h00

GUSTAVO BEBIANNO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

GUSTAVO BEBIANNO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Depois da demissão de Gustavo Bebianno do governo, o clã Bolsonaro vai ter que decidir se o “demite” também como advogado, afastando-o de processos em que ele representa o presidente.

O ex-titular da Secretaria de Governo ainda aparece como advogado do presidente em ao menos uma ação: a queixa-crime por calúnia e injúria movida contra Ciro Gomes desde fevereiro de 2018.

Em 2 de janeiro, com Bebianno já no governo, Antonio Pitombo e equipe foram incluídos como representantes do presidente na ação. Segundo fonte ouvida pela coluna, o criminalista paulista deve seguir tocando o processo.

No momento, a ação está praticamente no mesmo pé de um ano atrás. O juiz criminal inicial do caso, ao avaliar que o valor da ação era muito pequeno, mandou o processo ao Juizado Especial, o de pequenas causas.

Já o juiz de pequenas causas achou que a ação era muito grande e a remeteu à justiça criminal. Onde ficou.

Leia mais notas da coluna:
+ Mercado ignora confusões e quer ver reformas aprovadas
Metas prioritárias foram ignoradas por 38%, diz pesquisa

Tudo o que sabemos sobre:

Gustavo BebiannoJair Bolsonaro

Tendências: