BC: bala extra no colete

Redação

14 de outubro de 2008 | 08h22

A volta antecipada de Henrique Meirelles para o Brasil, sábado à noite, gerou rumores pelos corredores do FMI durante o encontro em Washington. Seria para baixar os juros?

Ontem pela manhã, descobriu-se o porquê. O Banco Central decidiu implementar programa de liberação integral dos recolhimentos compulsórios, efetuada de acordo com as necessidades de liquidez dos mercados. Valor total? R$ 100 bilhões. Muito? Nada disto. O BC ganhou muito mais que isso em bala “extra”, depois da alta do dólar, em suas posições cambiais.

E o que aconteceu até a hora do almoço? O dólar começou a cair, sem que o BC tivesse que intervir diretamente. Palmas para a autoridade monetária brasileira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: