Batochio pede mais tempo para entregar defesa de Palocci

Sonia Racy

11 Novembro 2016 | 12h15

Roberto Batochio pediu ontem à tarde, a Sergio Moro, mais prazo para entregar a defesa de Antonio Palocci e de seu auxiliar Branislav Kontic.

Por quê? Ao ler a denúncia, à qual teve acesso há cinco dias, descobriu na lista de telefones rastreados um número que, segundo informou, nada tinha a ver com o ex-ministro. E depois de checar do que se tratava, encontrou a respeito desse telefone, no material recebido, a expressão “processo secreto”. Por fim, na etapa seguinte soube que as conversas ali registradas só existiam em CD — que ele ainda não havia recebido.

Em seu pedido, ao qual a coluna teve acesso em Curitiba, ele lembra que, pelo Código de Processo Penal, o prazo para entrega da defesa “deve ser iniciado a partir da data da disponibilização da mídia”.