Bate, coração

Sonia Racy

03 de julho de 2013 | 01h05

Existe uma divisão entre os principais assessores de Eike Batista em relação à estratégia para sair do buraco. Consta que André Esteves, do BTG, defende venda de ativos, alongamento de dívidas e busca de investidores.

E Aziz Ben Ammar, guru financeiro que Eike importou da Tunísia, prefere algo mais… radical.

Bate, coração 2

Administrador de fundos brasileiros resolveu fazer uma roda por nada menos que 54 “family offices” (empresas gestoras de patrimônio de famílias) espalhadas pelo Brasil. Tentou captar recursos para aplicação no mercado interno.

Ouviu, de praticamente todas, que estão direcionando o dinheiro para… o exterior.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.