Batata quente

Sonia Racy

18 de agosto de 2010 | 23h06

Parte dos muros da Praia de Pernambuco, no Guarujá, foi destruída há três meses por uma ressaca gigante. Desde então, a associação dos moradores joga a responsabilidade para os proprietários das casas que beiram o muro. E a prefeitura diz que o problema é da Marinha, dona do terreno.

Procurada pela coluna, a Marinha não se posicionou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.