Batata quente

Direto da Fonte

26 de junho de 2013 | 01h03

Lembram do ditado “too big to fail”? Pois é, pode ser aplicado ao caso de Eike Batista– cujas dívidas chegaram a um tamanho tal, que quem não dorme, hoje, são seus credores.

Só no Itaú, o Grupo X contratou R$ 5,8 bilhões em empréstimos. No Bradesco, outros R$ 5,3 bilhões. E o BTG emprestou… R$ 3 bilhões.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.