Batalha aérea

Direto da Fonte

19 de fevereiro de 2015 | 01h10

Já saiu do Planalto – e tem o ‘ok’ do Ministério Público Federal – a contratação de empréstimo de US$ 5,4 bilhões para pagar os 36 caças suecos Gripen NG, que vão equipar a aviação de combate brasileira.

Mas há duas batalhas pela frente: a autorização do Congresso para a medida provisória – numa hora em que o PMDB se mostra mais infiel do que nunca – e o olhar rigoroso de Eva Chiaron, nova secretária-geral do Ministério da Defesa.

Ciente de que a conta vai cair no colo da pasta, a fiel escudeira do ministro Jacques Wagner quer conhecer a operação nos mínimos detalhes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.