Bata para toda a hora

Bata para toda a hora

Sonia Racy

15 de maio de 2016 | 01h25

FOTO: IARA MORSELLI/ESTADÃO

FOTO: IARA MORSELLI/ESTADÃO

Endossando a ideia de que túnicas e batas não se limitam apenas a areia das praias, Natalie e Fernando Basiches fundaram a marca Batiche. “Estava de férias e a procura de batas para curtir as festas de fim de ano, até achei opções bacanas, porém sempre com custos altos, assim surgiu a ideia de criar a marca”, explica Natalie, que trabalhou por anos na Daslu e depois na 284. “Aprendi muito nessas lojas, principalmente a fazer pesquisa em viagens.” Ideia firmada, ela se juntou a seu marido e sócio, Fernando, que é dono da fábrica têxtil Babel, e criou a primeira coleção, com 20 modelos. “Colocamos para vender na 284 como quem não quer nada, e as peças se esgotaram em 15 dias. Foi aí que percebemos que o negócio podia dar certo.” Hoje eles já estão presentes em mais de 50 pontos de venda espalhados pelo Brasil, como o SUB, Zezé Duarte, Namix, entre outros.