“BARBOSA GANHARÁ A… COLUNA DE LEWANDOWSKI”

Sonia Racy

25 de dezembro de 2012 | 01h03

Papai Noel está feliz com o Supremo. E revela o que reservou para alguns personagens que se destacaram (em todos os sentidos) neste ano de 2012

Papai Noel colocou as barbas de molho. Os empresários não esperavam grandes vendas neste Natal, consequência direta do desaquecimento da economia brasileira nos últimos meses. Mesmo assim, o Bom Velhinho não desanimou e foi, ele mesmo, semana passada, às compras – para não deixar ninguém decepcionado.

A esta altura, Dilma já ganhou seu presente. Comenta-se que Noel teria reservado vários postes de luz para ela distribuir pelo Brasil. Postes de concreto, para distribuição da energia gerada no Polo Norte. O homem de vermelho não confirma. Em entrevista à coluna, contou: deu à presidente uma caneta para vetar a distribuição dos royalties do petróleo.

Para Lula, Noel teria presente especial: o direito de escolher (aí, sim) poste novo nas próximas eleições. Errado. Ao ex-presidente, Santa Claus dará uma assinatura de jornal, para ele se inteirar do que anda acontecendo. “O Lula vive dizendo que não sabe de nada”, justificou.

Também os ministros de Dilma ganharam pacotes. Fontes garantem que no de Guido Mantega estaria uma lanterna, já que não vai poder trocar o câmbio de seu carro. Alexandre Tombini, do BC, levaria o reconhecimento do mercado financeiro. José Eduardo Cardozo ganharia um celular novo, que identifique corretamente quem está ligando. E Geraldo Alckmin receberia livro denso com lições sobre como governar entre dois cristais petistas. Noel não quis adiantar nada. “É segredo.”

Entretanto, em relação ao STF, ele não titubeia: a maior parte dos ministros vai ganhar os aplausos do povo; e os mensaleiros, o direito de devolver cada centavo que desviaram aos cofres públicos.

A conversa com Papai Noel aconteceu em uma tarde no Rio de Janeiro:

Papai Noel, o senhor existe?

Olha, seria melhor se eu não existisse. É muito pedido, muita reclamação, muita coisa para fazer, fica difícil. Se eu não existisse, pode ter certeza de que as coisas seriam bem mais fáceis.

Tem quem devolva presente?

Tem gente que joga presente no lixo, que não entende que aquilo é um presente, porque pediu outra coisa…

O que o senhor pretende dar para o Brasil?

Para democratizar ainda mais o País, está na hora de um presidente do Congresso gay.

E para São Paulo?

Um governador índio.

E a presidente Dilma, vai ganhar o quê de Natal?

Uma caneta, para usar no veto à distribuição dos royalties. Uma caneta bonita, dourada.

Mantendo os royalties do Rio?

Não, de todos os Estados que produzem. Se os outros Estados quiserem dinheiro do petróleo, é só tirar um pouco da União, que já tem um parcelão.

O que o senhor tem programado para o ex-presidente Lula?

Vou dar a ele uma assinatura de jornal, para se inteirar do que está acontecendo. Porque o Lula vive negando tudo, diz que nunca sabe de nada.

E para o Rio de Janeiro, o que o senhor pretende dar?

A Olimpíada de 2020. Assim, a prefeitura teria uma justificativa para continuar fazendo obra, continuar fazendo metrô.

O senhor adiaria a de 2016?

Não, de jeito nenhum! O Rio faria as duas. Se deixar só a de 2020, o pessoal vai parar as obras e recomeçar só em 2018…

Com a violência em SP, como o senhor pretende fazer a entrega dos presentes na cidade?

Fiz um acordo com o PCC. Só pediram para que eu não apareça de vermelho, porque posso ser confundido com um comando qualquer. Se eu for de civil, poderei trabalhar tranquilo.

Só no Brasil o Papai Noel tem problemas com a violência?

Imagina, eu não entro mais na Argentina, fui proibido. A Cristina Kirchner tomou os direitos do trenó… agora, faz parte da dívida do governo argentino.

Quer dizer que os “hermanos” não ganharão nada este ano?

Para alegria dos brasileiros.

Então, vai sobrar mais presentes para nós, Papai Noel?

Como o peso anda muito desvalorizado, o que ganhei por lá deu para comprar uma mariola e uma pamonha.

Faustão está na sua lista?

Claro! Vou dar a ele um jantar em um rodízio de pizza. Faustão está emagrecendo demais, virando só uma cabeça. Ele precisa comer, engordar um pouquinho. O cinto dele já virou uma pulseira de relógio

E para o Ronaldo Fenômeno, que perdeu 18 quilos?

O número da minha conta bancária. Para ele depositar uma parcela do Medida Certa. Daria para comprar uns presentes divertidos. Papai Noel também está acima do peso e, por R$ 6 milhões, perdemos peso eu, a Mamãe Noel, as renas todas e metade da população da Lapônia.

O que o senhor tem no saco para a Ana Maria Braga?

Estoque novo de água oxigenada parece ser uma boa ideia…

O Joaquim Barbosa, presidente do STF, também ganhará presente?

Uma cirurgia na coluna. Com os melhores médicos, cubanos… Não, melhor, eu daria a ele a coluna do Ricardo Lewandowski (vice-presidente do Supremo), que está sempre sentado direitinho, retinho, bonitinho.

E para o próprio ministro Lewandowski?

Um bom presente é o pôster autografado do… Joaquim Barbosa. Ou o cargo de presidente do STF da Lapônia.

O ministro Dias Toffoli será contemplado?
Claro, com a chance de ser vice numa chapa com o José Serra – na próxima vez em que o tucano perder.

E para o próprio Serra?

Um encontro com o Ivo Pitanguy. Para o Serra tentar fazer o que a Dilma fez.

Ao Sergio Cabral, o senhor pretende dar o quê?

Um apartamento em Paris, para ele não ter de gastar com hotel, e uma mala cheia de guardanapos.

Já pensou no que vai dar para o José Dirceu?

Já. A chance de escolher entre o presídio do goleiro Bruno e o presídio do Nardoni.

O que o senhor vai dar para o Selton Mello?

Ah, essa é fácil. O Oscar.

E para o José Padilha?
O roteiro de Tropa de Elite 3, porque Papai e Mamãe Noel querem ver isso na tela!

No futebol, Mano Menezes perdeu o cargo de treinador da seleção. O que vai ganhar do Bom Velhinho?
Um emprego no Vasco, para ver se salva o time em 2013…

E para a CBF, o senhor reservou o quê, exatamente?

O Juca Kfouri presidente.

E para o Neymar?

Um pacote de camisinha. Assim, ele deixa de fazer filho e pode jogar bola tranquilo.

O Adriano?

Uma cervejaria no Complexo do Alemão.

O Brasil vai ganhar a Copa de presente, Papai Noel?

Vai, sim. Será contra tudo e contra todos. E nós vamos ficar muito orgulhosos.

Foi Deus que assoprou isso no seu ouvido?

Não, foi o Messi…

Para encarnar o Papai Noel, a coluna convidou o humorista Fábio Porchat.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.