Bancada quer impedir que Alesp gaste mais com carros alugados

Sonia Racy

21 de abril de 2019 | 01h00

ALESP. FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO

ALESP. FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO

Não gastarás

A bancada do Novo na Assembleia paulista apresentou emendas para impedir que a Casa gaste mais com carros alugados. Elas foram anexadas ao projeto de resolução da Mesa que cria um “auxílio-veículo” de R$ 4.244 para os parlamentares.

O que propõe o partido? Que a frota seja extinta e que o aluguel de carros fique por conta da verba de gabinete. Segundo, que qualquer funcionário de deputado possa dirigir seu carro, o que dispensa o motorista. Por fim, propõe acabar com a placa preta, que permite circular livremente em corredores de trânsito.

Sem diálogo

Três em cada 10 brasileiros acreditam que não vale a pena conversar com pessoas com visões políticas diferentes. São 32% dos consultados pela Ipsos, bem mais que a média global, que é de 24%.

Em outro quesito, 44% afirmam que a sociedade brasileira está mais em perigo agora do que estava há 20 anos e 14% acham o contrário. A pesquisa, feita pela Ipsos em mais de 20 países, ouviu 19,7 mil pessoas.

Cofrinho

A Flip foi autorizada a captar cerca de R$ 900 mil a mais que no ano passado, via Lei Rouanet. A feira ainda está buscando completar os R$ 5,8 milhões em patrocínio. Segundo Mauro Munhoz, diretor artístico e criativo do evento, a realização do tradicional show de abertura do evento está dependendo deste processo. “Estamos batalhando para isso. A captação vai até o último dia.

Cofrinho 2

O que já está certo? Uma exposição em parceria com o Museu da Língua Portuguesa e a EDP, na Praça Aberta. O local, que fica na margem menos badalada do rio, também será ocupado por manifestações de coletivos de Paraty. “Isso ajuda na integração do público com um espaço que normalmente não é frequentado na cidade”, diz ele.

Leia mais notas da coluna:
+ Ação da Rede na área de cartões agita a concorrência
+ Hernanes e Jadson, os campeões no Twitter

Tendências: