Balancê 

Sonia Racy

15 de dezembro de 2015 | 01h25

Em meio a boatos sobre se fica no governo Dilma ou se sai, Joaquim Levy tem encontrado tempo para analisar algumas pesquisas da FGV, nas quais enxerga uma “pontinha” de estabilização na economia. Essa sensação – confirmada pelo ministro durante sua passagem, semana passada, pela Abimaq – não significa melhora e sim menor sufoco.
O pequeno respiro, entretanto, é ofuscado pelo temor de outro downgrade do rating do Brasil. Janeiro seria muito ruim com nova rodada de aperto de crédito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.